Clicky

Autodesk compra Ecotect para brigar com Google e SketchUp?

Parece que o crescente interesse no controle ambiental e eficiência energética das edificações, vêm gerando demanda nos projetistas e profissionais que trabalham diretamente na concepção de projetos arquitetônicos. De olho nesse mercado que só tende a crescer no futuro, a Autodesk acabou de anunciar poucos dias atrás que comprou a Square One, empresa que desenvolve o Ecotect, que tem função parecida com a do SketchUp, mas com foco no conforto e eficiência ambiental das edificações.

Digo que ele tem função semelhante a do SketchUp, pelo fato da ferramenta ser destinada ao planejamento de projetos arquitetônicos, em suas fases iniciais.

Quem acompanha o Blog já há algum tempo, deve estar lembrado do Ecotect, sobre o qual eu já escrevi um artigo. Ele não é muito conhecido dentro dos meios relacionados com desenho técnico e projetos, mas agora com o devido suporte financeiro da Autodesk, muito provavelmente você vai começar a encontrar o nome da ferramenta em trabalhos e grandes projetos, quem sabe até em algum tipo de concurso.

A aquisição deve ter conseqüências semelhantes ao que aconteceu com a aquisição do MudBox, para concorrer com o ZBrush. Em poucos meses, vários recursos de treinamento e concursos de usuários, com ótimos prêmios, para impulsionar o uso.

Em que o Ecotect pode agregar as ferramentas de projeto?

Os profissionais que já usam sistema baseados em BIM, devem ganhar mais um reforço na área de visualização e planejamento térmico das edificações. Uma das funções mais legais do Ecotect é a visualização de gráficos para insolação, com simulação precisa de sombras e mapas de calor. No SketchUp até dá para fazer esse tipo de simulação, mas o Ecotect consegue gerar dados e planilhas com dados mais precisos, inclusive com previsão de transmissão térmica pelo material escolhido para a superfície.

Quer mais? Controle sobre a ventilação e circulação de ar no interior das edificações.

Acho que nada melhor que um pequeno vídeo, para demonstrar o que o software pode fazer:

Na época em que escrevi o artigo original, esse vídeo não havia sido publicado. No caso, o vídeo mostra a integração do Ecotect com o ArchiCAD.

Outro ponto importante para o Ecotect é na simulação acústica. Essa é uma área muito carente de profissionais e sistemas que consigam simular de maneira eficiente esse tipo de situação.

Ainda lembro que na época da faculdade esse tipo de teste, com acústica era praticamente uma coisa “mística”, pelo fato de não se encontrar literatura e muito menos software para esse tipo de projeto.

2017-04-11T10:34:12+00:00 By |CAD|5 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

5 Comentários

  1. Tiago Allen 16/07/2008 em 8:16 am

    Caracas heim !!! que isso !! Assim é que é bom, toma lá da cá, agora vamos esperar para ver qual o próximo passo do Google.

  2. Elcio 16/07/2008 em 9:04 pm

    Olá Allan,

    Tenho que discordar de você em alguns pontos.

    Primeiro achei o título do artigo muito forçado. Não vejo uma concorrência entre Autodesk e Google com ele dá a entender. Sketchup e Ecotect são ferramentas destinadas a públicos diferentes.

    Enquanto o Sketchup visa uma modelagem intuitiva e simples, para profissionais de diversas áreas, o Ecotect se mostra como uma poderosa ferramenta para análises climáticas, voltadas quase que exclusivamente para arquitetura.

    Cabe aqui mencionar que no quesito modelagem, o Ecotect não é nada intuitivo se comparado ao Sketchup, muito pelo contrario, pois exige certa metodologia para que não prejudique a análise.

    Concordo que o emprego dos dois se dá na fase de elaboração do projeto, mas daí a colocá-los como concorrentes já foi exagero de sua parte.

    Outra coisa que me perturba muito é o quase monopólio da Autodesk sobre as principais ferramentas voltadas para área de projeto. Além de já possuir o “onipresente” Autocad, esta empresa já comprou o Maya, Revit e agora está com o Ecotect. Daqui a pouco não haverá mais concorrência.

    Abraços
    Elcio

  3. Assis Haubert 14/08/2008 em 5:51 pm

    Olá Allan,

    Eu concordo com o Elcio, a compra não tem relação alguma com o SKT.

    A compra do ECOTECT está relacionado a preocupação em fornecer aos arquitetos e engenheiros mais recursos para projetar melhor. Quem de nós pensaria poucos anos atrás em poder ter todos estes recursos durante o projeto?

    O Alex Justi escreveu sobre isto também, vale a pena a leitura:

    http://alexjusti.blogspot.com/2008/07/autodesk-adquire-tecnologia-green.html

    []’s

    Assis Haubert

  4. […] como criar uma opção ao Ecotect da Autodesk, mas distribuído sob a licença GPL, como um plugin para o SketchUp ou um módulo/script em Python […]

  5. Maicon 05/11/2012 em 1:42 pm

    vale saber que o renderizador Lightup para sketchup conta com um estudo de luminosidade… nada muito complexo mas já quebra um galho.

Deixar Um Comentário