Tutorial Blender e LuxRender: Funcionamento material Carpaint

O uso de materiais em renderizadores avançados pode ser um problema para usuários sem muita experiência, pois nesse tipo de software são usados muitos parâmetros que são equivalentes as propriedades físicas desses materiais. O resultado são painéis enormes e cheios de opções para conseguir efeitos de reflexão metálica e propriedades especiais. Esse é o caso do Carpaint material do LuxRender que não apresenta grande quantidade de explicações na sua documentação, o que frustrava muitos usuários. Como forma de ajudar a entender o processo, um usuário dos fóruns do LuxRender resolveu fazer diversos experimentos para tentar entender o funcionamento do material, e para nosso deleite os resultados foram publicados na íntegra no fórum.

Esse material chamado de Carpaint é usado, assim como o seu nome já deixa bem claro, para reproduzir o efeito metálico do metal da fuselagem de automóveis, que tem propriedades reflexivas bem distintas. Com materiais metálicos normais é um pouco trabalhoso de se conseguir o efeito, mas nesse caso um shader dedicado ajuda bastante.

Para conferir as configurações do Carpaint Material do LuxRender, visite esse endereço.

LuxRender-Carpaint-Tutorial.jpg

Pelos experimentos podemos tirar várias dicas interessantes como o comentário do autor em que o parâmetro chamado de Specular Color não faz exatamente o controle desse tipo de propriedade. Em situações normais teríamos o Specular controlando um tipo de reflexão que não condiz com o controle do material no LuxRender. Na verdade, ele está mais para um ajuste nas cores que são refletidas pelo material usado.

Um dos pontos mais interessantes do guia como um todo são as imagens e os respectivos valores usados nas configurações dos parâmetros, que deixa fácil o entendimento de como podemos influenciar no resultado do material com pequenos ajustes. Por exemplo, a última imagem do tutorial descreve como podemos conseguir e efeito da pintura metálica sem o uso de muitos artifícios ou ajustes complexos, apenas aproveitando as configurações de cores existentes.

Como a modelagem e renderização automotiva é bem comum com o LuxRender, esse tutorial deve ajudar bastante os usuários interessados em desenvolver imagens e projetos realistas, criando carros que tenham a superfície realista no render. Depois do material, basta colocar o modelo dentro de uma cena iluminada como um estúdio fotográfico e teremos um belo render!

Como renderizar árvores com texturas transparentes no LuxRender e Blender 3D?

O uso de texturas para representar elementos como árvores é um dos truques mais eficientes para economizar recursos do computador, tanto na manipulação de cenários complexos como na renderização das cenas. No Blender 3D é possível usar imagens preparadas como texturas aplicadas em planos que representam de maneira realista, elementos como árvores e pessoas. Mas, se o objetivo do projeto for gerar a renderização em softwares como o LuxRender é necessário configurar o mapa de transparência no LuxBlend, para conseguir fazer com que a textura seja exibida com áreas totalmente transparentes. Como é que isso funciona?

O processo se resume a configuração do material no LuxBlend, que deve usar um tipo especial de material chamado Null, para que a textura possa ser configurada como sendo transparente. Antes de começar é necessário dizer que os canais alpha dos arquivos PNG não funcionam no LuxRender, sendo necessário trabalhar sempre com dois arquivos para as texturas, sendo um para o canal diffuse do material e outro para a transparência. O arquivo da transparência é uma imagem em preto e branco, em que as áreas pretas marcam a parte da textura que deve ser completamente transparente.

blender-3d-render-arvores-maquete-eletronica-vegetacao-01.jpg

Essas duas imagens apresentadas na figura acima precisam estar separadas em dois arquivos diferentes, e com o mesmo tamanho em pixels. Para conseguir configurar essa textura no LuxBlend, podemos começar com a criação de um plano simples no Blender, que tem a textura do tipo diffuse aplicada ao plano da maneira tradicional com o mapeamento UV. No LuxBlend escolha o material aplicado ao plano como sendo do tipo Mix. Esse material permite misturar dois tipos de materiais no mesmo objeto.

Assim que o material do tipo Mix estiver escolhido na parte superior da aba de materiais do LuxBlender, determine que o material 2 (mat2) deve ser do tipo Null. Com isso será possível escolher uma textura que vai controlar o nível de transparência do objeto. Repare que na parte superior da área de materiais existe uma opção chamada Amount, logo abaixo do preview do material. Logo na direita dessa opção existe um ícone com a letra T. Acione esse ícone para habilitar o uso de texturas no material Mix.

Determine que a textura é do tipo imagemap e indique o local em que o arquivo com o mapa de transparência está salvo, sem esquecer de indicar o mapeamento como sendo baseado nas coordenadas UV. O resultado final da configuração do material fica assim:

blender-3d-render-arvores-maquete-eletronica-vegetacao-02.png

Com essa técnica é possível usar diversos planos representando árvores no Blender, com o mínimo de recursos do computador. Essa foi a cena usada para testar a configuração, seguida do render final no LuxRender.

blender-3d-render-arvores-maquete-eletronica-vegetacao-03.jpg

blender-3d-render-arvores-maquete-eletronica-vegetacao-04.jpg

Repare que a textura interage de maneira excelente com o plano e a renderização usando a luz do sol, inclusive com a projeção de sombras baseadas no mapa de transparência.

Se você quiser fazer o download das texturas de árvores e vegetação usadas para esse tutorial, visite esse endereço para saber como proceder.

Tutorial Blender 3D e LuxRender: Criando grama em 3D para arquitetura

Na semana passada publiquei aqui no blog um artigo que comentava sobre a criação de grama realista, para renderização com o YafaRay. A técnica consiste na criação de um sistema de partículas do tipo Hair para simular a emissão de pêlos. Com a opção de usar modelos 3d para representar as partículas, podemos converter as partículas criadas em objetos do tipo Mesh, que podem ser renderizados tanto com o YafaRay como o LuxRender. O tutorial já abordada a renderização com o YafaRay, resolvi testar a técnica com o LuxRender párea verificar o resultado.

Para conseguir criar o mesmo efeito no LuxRender é necessário seguir os mesmos passos descritos no documento indicado no artigo sobre YafaRay:

  1. Crie uma superfície com boa quantidade de subdivisões
  2. Adicione um plano a cena e deforme o objeto para parecer uma folha de grama
  3. Adicione um sistema de partículas do tipo Hair
  4. Determine que as partículas devem ser representados usando um modelo 3d
  5. Indique o nome do modelo como sendo o objeto criado para representar a grama
  6. Configure os parâmetros de emissão da partícula

O modelo 3d usado para as partículas é esse:

blender3d-luxrender-grama-3d-01a.jpg

No meu caso foram necessárias mais de 50000 partículas para conseguir um bom efeito na cobertura de grama. Configure os materiais das partículas e do piso, com verde claro e uma cor bem escura para o piso.

A cena usada para o teste foi essa:

blender3d-luxrender-grama-3d-02.jpg

Repare que o plano que representa a grama está bem povoado de partículas.

O segredo para que o LuxRender possa reconhecer as partículas é acionar no painel Editing e no menu de modificadores do Blender o botão convert. Quando esse botão é pressionado, enquanto as partículas estiverem selecionadas, as mesmas partículas são convertidas em objetos 3d do tipo Mesh. Devo alertar que esse procedimento pode demandar muito processamento do computador, lembre que ao fazer isso você estará adicionando na sua cena 50000 objetos ao mesmo tempo, com vértices e arestas. Pode demorar alguns minutos até que o procedimento seja finalizado.

Ajuste os materiais no LuxBlend para que os mesmos sejam todos do tipo matte e ajuste as opções de renderização. Depois de aguardar alguns minutos, temos uma imagem bem interessante da renderização com a grama. Esse foi o resultado:

blender3d-luxrender-grama-3d-03.jpg

Apesar da demora em conseguir criar a superfície, o efeito final é muito bom. Só lembre-se de deixar para fazer esse tipo de adição em cenas 3d no final do projeto, pois a criação da grama usando partículas e objetos reais pode adicionar quantidade considerável de informação a sua cena e inviabilizar o trabalho de edição do modelo 3d.