Radeon ProRender: Alternativa gratuita para renderizar com placas AMD

Os proprietários de placas de vídeo da AMD sempre tiveram problemas para conseguir integrar seus equipamentos com o Blender Cycles, pois o suporte para a tecnologia OpenCL não estava totalmente implementado. Muito dessa falta de suporte foi atribuída à própria AMD. Com a chegada do aguardado Blender 2.79 isso deve mudar, pois os equipamentos da AMD agora funcionam tão bem quanto os da Nvidia no Cycles.

Se você está entre as pessoas que possuem uma placa de vídeo Radeon, e gostariam de incrementar ainda mais o seu leque de opções para renderizar com o Blender, a AMD lançou mais uma opção para gerar imagens no Blender.

O software se chama Radeon ProRender sendo totalmente gratuito para uso e download.

Segundo a página do renderizador é possível utilizar todas as stream units das suas placas de vídeo Radeon para gerar imagens. Esse é o equivalente aos CUDA cores nos equipamentos da Nvidia.

Como o mercado relacionado com renderização está bem consolidado no suporte para equipamentos da Nvidia, é muito interessante que a AMD ofereça essa alternativa para quem já possui placas Radeon ou pretende montar um computador novo no futuro.

Quer fazer uso desse software? Apenas lembre que é outro renderizador que precisa ser selecionado no painel de render do Blender. Você vai precisar fazer a conversão de materiais, recursos e configurações antes usadas no Cycles. Para quem estava usando a CPU nas renderizações, será uma melhora muito bem-vinda!

Além de oferecer suporte para uso do Radeon ProRender no Blender, é possível instalar o software no 3ds max e SolidWorks. Se você tem um computador com placas AMD que não está sendo usado para fins de renderização por falta de suporte, a opção de usar esse software será muito importante para tornar esse equipamento útil novamente, pelo menos para esse tipo de tarefa.

Renderizando projetos com o Blender

Quer aprender a renderizar projetos usando sua GPU no Blender? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com o Cycles e projetos que envolvem aceleração de render por GPU:

Blender Cycles com suporte a placas da AMD

O Blender Cycles é um renderizador em constante evolução e apesar de sempre receber atualizações e novas ferramentas, desde os seus primórdios ele já tinha suporte a um recurso extremamente poderoso que era a possibilidade de usar a GPU para renderização. Mas, o que é a GPU? Esse é o processador da sua placa de vídeo, e a não ser que você possua um equipamento jurássico antigo o seu computador provavelmente tem alguns núcleos a mais do que o seu processador. Algumas placas podem chegar a ter a ignorância, muito bem vinda no render, de 3000 núcleos como é o caso da GeForce GTX TITAN X que aceleram de maneira significativa o render.

Apesar de ser rico em recursos e oferecer todo esse poder computacional, o Cycles só tinha compatibilidade plena com equipamentos usando a tecnologia CUDA da NVIDIA. Isso significa um banho de água fria nos proprietários de placas da AMD. Você poderia ter uma Radeon R9 295X2 com 5632 núcleos, que você usa jogar, e quando chegava no Cycles a renderização simplesmente não funcionava!

RadeonR9

Essa é uma reclamação antiga de donos desses equipamentos, e que deve estar com os dias contados. Boa parte da culpa dessa incompatibilidade era da própria AMD que não é muito amigável em termos de documentação sobre o funcionamento dos seus equipamentos e tecnologias, e isso dificultou a integração da tecnologia Open CL no Cycles. Como o Blender é um software de código aberto, e a sua adoção no mercado está crescendo de maneira significativa a AMD percebu que poderia ajudar seus consumidores ao passar para a sua equipe de engenheiros de software a responsabilidade de adicionar no Cycles o suporte a essa tecnologia. O resultado disso foi um patch que integra as tecnologias!

Calma! Antes que você jogue fora aquela GeForce ou vá na loja mais próxima comprar a sua Radeon lembre que faz apenas alguns dias que o patch foi submetido e antes de lançar ele para todos os usuários é necessário testar e validar o código. Já deve estar disponível na versão 2.75? Provavelmente não, deve ser algo que ficará disponível apenas na versão 2.76 ou posterior. Ao menos é bom saber que uma solução para deixar o Cycles ainda mais acessível para mais usuários está sendo trabalhada.

Tem uma Radeon? Por enquanto continue usando a boa CPU e aguarde até que o suporte seja adicionado, ou então pense na possibilidade de trocar o equipamento por uma GeForce.

Aprendendo a usar o Blender Cycles

Se interesseou pelo Blender Cycles? No EAD – Allan Brito você encontra vários cursos que ensinam a usar o software para os mais variados fins relacionados com renderização, inclusive fazendo uso da GPU: