Curso sobre render avançado com Blender Cycles: Aula 05 disponível

A mais nova atualização nos cursos do EAD – Allan Brito é a aula 05 que foi adicionada a segunda versão do curso sobre Blender Cycles. Essa aula aborda o uso de texturas dentro do Cycles que é um dos temas que geram mais dúvidas dentro do Cycles. Os usuários do Blender que estão acostumados a trabalhar com o sistema tradicional de texturas e materiais no “Blender Render” acabam tentando realizar o mesmo procedimento no Cycles. O resultado é que os objetos acabam sendo renderizados sem as texturas desejadas. Dentro do Cycles é preciso recorrer ao uso do Node Editor também para a configuração de texturas no Cycles, assim como já acontece com os materiais e a maioria dos recursos do Cycles.

Entre os temas abordados nessa aula estão:

  • Aplicação de texturas
  • Texturas procedurais com o Cycles
  • Texturas baseadas em imagens
  • Efeitos em texturas
  • Controle sobre texturas
  • Mapeamento de texturas
  • Mapas UV
  • Texturas do tipo displace

O uso do Node Editor no Cycles para configurar texturas apresenta diversas vantagens do ponto de vista prático. Por exemplo, podemos de maneira muito fácil criar texturas especiais para uso em mapas de displace que devem ser em escala de cinza. Com o Node RGB to BW isso pode ser realizado dentro do próprio node editor!

O último vídeo dessa aula ainda mostra um pequeno exercício prático sobre aplicação de texturas no Cycles que resulta na cena abaixo:

Curso render com Blender Cycles

O curso está quase todo concluído, faltando apenas duas aulas para que todas as suas aulas sejam publicadas. Essa é a segunda versão do curso sobre Cycles, pois da primeira vez em que o curso foi lançado o Cycles ainda estava em estágio beta, e sequer estava incorporado as versões estáveis do Blender. Todos os participantes do antigo curso sobre Cycles, foram automaticamente incluídos nesse novo curso sem custo algum! O tempo de acesso para conferir os cursos permanece o mesmo, que é de no mínimo 180 dias.

Ainda nesse curso de Cycles será realizado um exercício prático mostrando o processo de configuração completa para uma cena no Blender, com o objetivo de apresentar produtos. Esse tipo de conteúdo é muito interessante para designers e pessoas interessadas em exibir projetos de modelagem 3d. Para fazer a sua inscrição, visite a página de detalhes do curso sobre renderização avançada com Blender Cycles.

 

Guia básico sobre mapas UV no Blender

O complemento perfeito para qualquer modelo 3d criado no Blender ou qualquer outro software 3d é uma boa textura, que ajuda de maneira significativa a contextualizar o objeto dentro de qualquer cenário ou ambiente. O primeiro desafio nesse tipo de operação é encontrar a textura correta para o objeto 3d, ou então produzir a sua própria textura em softwares como o Photoshop. Com a textura devidamente selecionada podemos partir para a parte realmente complicada do processo que é o posicionamento da textura.

A melhor maneira de posicionar texturas sobre qualquer superfície em 3d é por meio dos chamados mapas UV. O mapeamento UV é sempre um processo que exige o máximo em termos de habilidade e paciência do artista 3d, pois requer a marcação precisa das arestas dos objetos 3d que devem ser mapeadas para posterior planificação e ajuste com as texturas.

Quer saber exatamente como funciona uma textura aplicada usando a técnica do mapeamento UV no Blender? O artista Daniel Kreuter famoso por criar diversos guias visuais sobre efeitos e animações no Blender como fluidos, fumaça e tecidos. Agora ele criou um guia rápido e básico sobre como funciona o mapeamento UV no Blender:

O processo de mapeamento UV no Blender é muito parecido com o que ocorre em outras ferramentas 3d, em que é necessário fazer marcações nos objetos 3d chamadas de seams (costuras em inglês) que determinam os pontos em que a malha poligonal deve ser aberta. Com essas marcações feitas, devemos planificar o objeto 3d, para gerar um mapa 2d que pode ser exportado como uma imagem. Essa imagem é pintada em softwares especializados como o Photoshop, GIMP ou até mesmo no próprio Blender.

Esse mapa pode receber as mais variadas texturas com a vantagem de termos controle preciso sobre o seu posicionamento na superfície do objeto 3d. Apesar de ser básico, ajuda a explicar o funcionamento desse tipo de texturas para usuários sem grande experiência com Blender.

Curso sobre materiais e texturas com Blender

Quer aprender mais sobre como funcionam os materiais e texturas no Blender? Recomendo uma visita ao curso sobre materiais e texturas com Blender, que ensina exatamente o funcionamento desses tipos de ferramentas com material dedicado exatamente ao uso de mapas UV no Blender.

Curso sobre produção de jogos com Blender

O Blender é uma ferramenta que oferece diversas soluções para artistas 3d interessados em produzir material para as mais variadas áreas. Entre as opções disponíveis no Blender que outras ferramentas 3d não dispõe podemos listar o editor de vídeo, opções de tracking para vídeo e a sua game engine integrada. Entre os recursos que os artistas mais demonstram interesse em aprender no Blender, a criação de jogos está no topo das prioridades para a maioria das pessoas. E foi pensando nesse tipo de demanda que resolvi iniciar mais um curso no EAD – Allan Brito, voltado exatamente para essa área. O curso sobre produção de jogos com Blender já está com as suas inscrições abertas, e duas aulas publicadas no ambiente virtual.

O curso segue o mesmo modelo dos outros cursos já disponíveis no EAD – Allan Brito, em que todo o material é publicado ao longo das próximas semanas e sempre baseado nas aulas em vídeo.

Para ter uma idéia do que você encontra no curso, o vídeo abaixo mostra um trecho da primeira aula.

O foco no curso é na produção de jogos usando os recursos próprios do Blender que são formados pelos blocos de lógica. Portanto, o único pré-requisito para quem gostaria de participar é ter conhecimento básico sobre o Blender. Caso você ainda não saiba trabalhar com o Blender, existe um curso básico gratuito que usa a mesma metodologia e que está disponível no EAD – Allan Brito.

As aulas do curso sobre produção de jogos estão organizadas da seguinte forma:

  • Aula 01 – A Game Engine do Blender: Apresenta as ferramentas gerais na Game Engine do Blender, e os painéis que sofrem modificações com o render do tipo “Blender Game”.
  • Aula 02 – Blocos de lógica: Aqui são apresentados os blocos de lógica e o conceito de sensores, controladores e atuadores.
  • Aula 03 – Sensores: Aborda o funcionamento dos diversos sensores existentes no Blender.
  • Aula 04 – Controladores: Os controladores tomam as decisões com base nas informações enviadas pelos sensores, e nessa aula você aprende como direcionar essas decisões.
  • Aula 05 – Atuadores: Uma das maiores aulas do curso, pois aborda os blocos que executam tarefas no jogo.
  • Aula 06 – Materiais e texturas: Como podemos deixar a aparência do jogo melhor usando iluminação, texturas e materiais? É isso que você aprende na aula 06!
  • Aula 07 – Projeto: Criando um jogo no Blender: Para encerrar o curso, será realizado o projeto de um jogo completo usando apenas o Blender e os seus blocos de lógica.

Se você ficou interessado e quer fazer a sua inscrição, basta visitar a página de detalhes do curso para se inscrever. E as pessoas que já estão inscritas nos outros cursos de Blender que demandam inscrição, podem participar desse curso usando os botões de inscrição internos, que garantem um desconto no valor cheio do curso.

Atualizações nos cursos do EAD – Allan Brito

Os cursos no EAD – Allan Brito receberam diversas atualizações nessas últimas semanas que acabaram não sendo comentadas aqui no blog, e nesse artigo pretendo atualizar aos participantes dos cursos sobre as novidades, e principalmente os próximos lançamentos para o mês de Maio em termos de cursos. Como foram muitas aulas atualizações, montei uma lista com os cursos e os respectivos temas das aulas que receberam novidades. Se você está inscrito em qualquer curso, basta acessar o EAD – Allan Brito e conferir as aulas com seus respectivos vídeos.

SketchUp-8-aula08

Blender-Fisica-Fluidos.png

  • Curso de materiais e texturas com BlenderAula 04: Nessa aula os participantes aprendem a trabalhar com mapas UV no Blender, aplicando texturas que foram pintadas em ferramentas como o Photoshop ou GIMP. Além de aplicar as texturas em modelos 3d, os participantes aprendem a planificar os modelos 3d para gerar os mapas.
  • Curso sobre Rigging de personagens com BlenderAula 07: Um dos recursos mais interessantes do Blender para a área de Rigging é explicado nessa aula, que é o Rigify. Com esse Addon é possível aplicar rigs prontos já pré-configurados em personagens bípedes. Toda a estrutura de controle já está pronta para uso e podemos começar a animar personagens em poucos minutos usando o Rigify.
  • Curso sobre modelagem para arquitetura com SketchUp 8Aula 07: Quem já tentou modelar projetos para arquitetura usando imagens como referência? Nessa aula você aprende a usar o recurso do SketchUp chamado de Photo Match, em que podemos alinhar a viewport do SketchUp com qualquer fotografia, e decalcar a forma do objeto usando a foto como referência.
  • Curso sobre modelagem para arquitetura com SketchUp 8Aula 08: O projeto final desse curso já está sendo publicado no EAD – Allan Brito, e consiste na criação de um modelo 3d completo representando uma edificação que é referência para qualquer projeto em arquitetura. Essa é a maior aula do curso, contando com mais de 6 vídeos!
  • Curso sobre Animação baseada em física com BlenderAula 04: O tema dessa aula é a criação de fluidos usando o Blender, mas diferente que já foi apresentando na aula 03, agora os fluidos são baseados em polígonos e não mais em partículas. O resultado é uma simulação muito mais realista de líquidos usando o Blender.

A meta agora é finalizar o curso de Rigging ainda essa semana e publicar pelo menos mais duas aulas sobre animação baseada em física. Tudo isso para conseguir começar dois novos cursos! O primeiro seria uma nova versão do curso sobre modelagem poligonal com Blender que abordaria o BMesh, e o segundo voltado para produção de jogos com Blender. Sim! Um curso que trata do uso da Game Engine do Blender.

Tutorial Blender: Como usar os novos recursos de modelagem

O Blender 2.63 trouxe várias novidades para os usuários do software que trabalham com modelagem 3d, e essas novidades se resumem basicamente em uma palavra: BMesh. O até então “lendário” novo sistema de modelagem do Blender finalmente ganhou uma versão estável e pode ser utilizado em ambientes de produção. Esse sistema estava sendo desenvolvido já faz mais de dois anos, e até então os planos eram de adicionar o sistema ao Blender 2.5, mas isso acabou não acontecendo.
O que mudou com o BMesh? As mudanças proporcionadas pelo novo sistema de modelagem foram significativas e permitem que o Blender utilize na representação de polígonos as chamadas N-Gons. Agora você não vai mais precisar ter preocupações em excesso para evitar a criação de triângulos, pois será possível usar faces com mais de quatro lados de maneira nativa.

Mas, como funciona exatamente esse BMesh? Para ajudar as pessoas que já estão com o Blender 2.63 e não encontraram essas novidades relacionadas ao BMesh, resolvi gravar um tutorial em vídeo demonstrando as novas ferramentas de modelagem do Blender:

Como você pode perceber no vídeo, podemos listar as ferramentas de modelagem do Blender 2.63 da seguinte forma:

  • Ferramenta faca: Acionada pela tecla K, permite segmentar polígonos de várias formas e já com diversas opções avançadas para realizar cortes em polígonos!
  • Opção Dissolve: Com o dissolve é possível unificar diversas faces em uma única entidade. Para acessar o dissove, usamos a tecla X no modo de edição.
  • Inset Faces: A opção que só estava disponível mediante addons agora está incorporada ao Blender, e funciona muito bem para a modelagem. Está no menu specials que é acionado com a tecla W.
  • Bridge Faces: Essa é outra opção que só podia ser usada com o Addon Loop Tools e agora está incorporada ao Blender. Com o Bridge podemos conectar faces paralelas de maneira rápida. Está no menu specials que é acionado com a tecla W.
  • Verter Slide: Podemos mover um vértice sobre qualquer aresta conectada a esse vértice. Basta manter a vítima o vértice selecionado e pressionar a tecla SHIFT+V e escolher a arestas que deve ser usada para o deslocamento.
  • Bevel: O Bevel está novamente no menu specials, mas sem a opção de arrendondar as arestas.

Essas foram as novidades que são descritas no vídeo! Se você gostou do vídeo, lembre de fazer a sua avaliação no Youtube! Isso ajuda na divulgação do tutorial.

Curso de modelagem poligonal

Se você quiser aprender a trabalhar com modelagem poligonal com Blender, recomendo uma visita ao curso de modelagem poligonal com Blender. O curso mostra como trabalhar com modelagem no Blender utilizando as principais ferramentas de modelagem. Quem realizar a inscrição agora, terá vaga garantida no futuro curso de modelagem poligonal com Blender 2.6! Que já aborda o uso das novas ferramentas de modelagem. Esse curso será lançado na próxima semana.